Colunistas

Baleia Azul: um grito da dor humana

Baleias azuis são apenas animais, que não tem culpa do que os seres humanos fazem.  Mas esse nome, aparentemente delicado e inofensivo – dado ao jogo que incentiva o suicídio -, tem trazido muitas verdades: estamos num mundo de pessoas depressivas, sobretudo, os adolescentes, que em formação de caráter, são mais suscetíveis a influências. Será que a culpa é de quem? As facilidades tecnológicas são as grandes responsáveis? Ou os pais adormecidos são os verdadeiros réus? Talvez o maior problema da sociedade seja a busca pela cura antes da prevenção. Mais do que focar na sequela é importante olhar para a causa do mal. Qual a nossa coragem e disposição para isso? Muitas pessoas estão se mutilando e morrendo sob nossos narizes. Mas porque não escutamos essas pessoas? Qual o nosso dever como ser humano? Qual a responsabilidade dos órgãos públicos? Um jogo como esse – onde as pessoas desistem…

Indo além do muro

Há duas semanas calei a minha voz neste blog. Difícil escrever com tantos acontecimentos ruins em volta: a delicada situação de saúde da Maria Luisa (quer conhecer o que aconteceu com ela? clique aqui), bomba química lançada de um lado, resposta com mísseis de outro, testes nucleares, descobertas de níveis de corrupção que, mesmo conscientes que seja uma prática comum no mundo do poder – seja ele qual for – nos surpreende pelo volume e proporção. A tristeza me invadiu e me fez calar. Mas a Quaresma passou, fui aos poucos rompendo com a inercia que me envolvia e na busca por temas para escrever, intencionalmente, longe dos temas que entristecem, naveguei por diferentes aspectos positivos que andam acontecendo e que parecem poucos dado o foco que damos ao negativo. Vendo a quantidade de movimentos, iniciativas, mudanças de atitudes que estamos vivendo na construção de uma sociedade mais próxima ao…

A quem pertence seu futuro?

Indico a leitura, escutando essa linda música do Yiruma “River flows in you”. Seu futuro é seu e essa é uma reflexão que deve ser feita diariamente. Quantos dos seus sonhos são realmente seus e quantos dos seus sonhos são futuros que foram impostos à você? Minha missão hoje é fazer você refletir sobre o caminho que tem seguido e sobre quem tem trilhado por você: a sociedade, seus pais, sua família, um grupo político? Hoje te convido a fechar os olhos por uns minutos e pensar sobre seu futuro, sobre onde VOCÊ se vê daqui a uns anos: Você está feliz? O que te trouxe essa felicidade? Você é reconhecido (a) ? Você já escolheu sua profissão ou carreira? Está feliz com essa escolha? Você já encontrou seu parceiro ou ainda busca um amor idealizado? O que seu coração sente quando pensa sobre essas questões? Feche os olhos e…

ESPERO QUE NÃO SEJA TARDE DEMAIS

Como diz o poeta Pedro Chagas Freitas: “Há tantos amores que morreram por falta de sonho, provavelmente todos. Deixamos de tentar quando deixamos de sonhar”. Será que isso não está acontecendo com você? Até onde está indo sua coragem? Quanto a sua necessidade de manter quem não quer ficar, o que tem feito a respeito? Seus sonhos?  Ah, em que lugar eles foram esquecidos? Já pensou em reanimá-los? Afinal, você está vivo! Sua existência clama para que você a perceba enquanto há tempo. Amores, sejam eles quais forem – o amor pelos sonhos, por alguém, por um animal -,  precisam de atenção, de carinho, de cuidados, de tempo e, principalmente, de disposição para fazer dar certo. E esse é o grande dilema: estamos muito indispostos para fazer as coisas durarem. Talvez porque é mais fácil sair pela porta do que ficar. Talvez porque trocar de corpo é mais atraente do…

Toda guerra é falta de amor

Respira-se morte todos os dias na Síria. Respira-se morte todos os dias no Brasil. Respira-se morte todos os dias dentro de nós. Mas o que está acontecendo com o mundo? Alguém consegue responder tamanha e dolorosa questão? Compreendo que a existência é mais cheia de perguntas do que respostas. Porém tem horas que parece que não vamos suportar. Não estou me referindo só às guerras, porque elas “nunca” vão cessar, e sim sobre a nossa postura diante de tudo que está a nossa frente. Quando abrimos os olhos o que  importa se temos orgulho de mais? Quando olhamos pro outro o que importa é o que ele tem para oferecer ou o tamanho de sua ferida? Quando penso que minha vida “está confortável”, por isso cada “um com seus problemas”, será que minhas orações fazem sentido? Deus, os seres celestiais, as energias do bem, o universo, pode até escutar minhas…

Demonstre, ou perderá seu amor

A gente sempre se pergunta o porquê de algumas pessoas serem completamente diferentes do que imaginamos. E aí fica a sensação de que o ruim é criar expectativas. Mas viver sem elas não seria, talvez, uma forma de negar o que sentimos? Mas , fique atento: demonstre, ou perderá seu amor! Uma pergunta assim pode fazer uma bagunça no coração. Por isso muitas pessoas desistem de encontrar “a alma gêmea”. Outros sequer sentem vontade de um colo nas noites frias. E, com certeza, há aqueles que ainda carregam feridas profundas. Mágoas maiores ainda. Porém, viver sem cicatrizes, pelo menos nessa existência é algo impossível. Já ouvi dizer que ter o coração despedaçado significa que tentativas foram feitas. Entretanto, será que nos orgulhamos dessa ideia? Ou estamos desesperados por uma companhia apenas para provar ao nosso ego que somos maravilhosos? Com tantas questões postas sobre o palco da vida, fica difícil…

O que é ter sucesso?

Segundo o dicionário Michaelis,  sucesso é aquilo que sucede; acontecimento; fato; qualquer resultado de um negócio; bom resultado; êxito, sucedimento e por fim, pessoa (artista, escritor, cantor etc.) ou coisa (filme, peça teatral, livro etc.) que alcança grande popularidade. Muita gente almeja ser uma pessoa de sucesso, mas essa palavra muitas vezes vem acompanhada de muitos sonhos materiais, que achamos que significa sucesso e que não necessariamente é assim. Fiz uma pesquisa com mais de 30 pessoas para saber o que eles acham sobre o que é sucesso e se eles acreditam que são pessoas bem sucedidas e por fim, se o “ter sucesso” é assim tão importante. Eu me surpreendi com as respostas, pois imaginava que a maioria falaria de metas financeiras, mas não foi o que aconteceu e as respostas foram variadas. A maioria falava de equilíbrio em todos os setores da vida, ser feliz consigo mesmo independente…

Você tem valor diante da vida

Todos, em algum momento, dessa instável existência, já se perguntou o que é viver? Sentir? Se relacionar? Pode ser que sim, porém pode ser que não, e isso certamente é muito triste. Porém, sem desespero, ainda há tempo de refletir – mas talvez não haja sempre -, e perceber que dificuldades sempre vão existir, mas elas não podem tirar a graça da vida. Porque diante de uma situação você tem duas escolhas: vê-la como uma tragédia ou uma grande oportunidade. Claro que as coisas, na prática, não são tão simples quanto gostaríamos. Contudo, o equilíbrio é o melhor caminho para todas as ocasiões, justamente por não nos permitir vacilar ao extremo. Mas e quando as pessoas não são equilibradas e querem impedir que sejamos? Demonstre amor. Porque às vezes os seres humanos só precisam se sentir especiais. Isso nem sempre será fácil, pois vivemos em constante oscilação sentimental, tentando se…

É PRECISO EXERCER GRATIDÃO

Entre meio a pensamentos certos e errados, cada dia me convenço mais que boa dose da porção da FELICIDADE diária está concentrada na palavra GRATIDÃO. Àqueles que são gratos pelas suas vidas e pelas coisas que possuem independente de ter muito ou pouco, de ser rico ou pobre, são os mesmos que esboçam um sincero sorriso no rosto e que encontram uma verdadeira motivação para continuar vivendo. As vítimas de plantão que só reclamam da vida, de tudo e de todos colhem dor, sofrimento e amargura, vivem exalando lamúrias e atraindo ainda mais tristeza, insucesso e rancor. Agradecer pela saúde,  pelo prato de comida diário na mesa, pela cama confortável, pela família e pelos amigos, pelo trabalho que muitas vezes parece ser árduo e sacrificante, é um exercício que deve ser feito diariamente para ser conquistar mais serenidade, paz e luz no dia a dia. Já parou para pensar nessas…

Somos todos aprendizes

Há muitos motivos pelos quais uma pessoa sai de nossa vida ou nós saímos da vida dela. Mas, há dois deles – a morte ou o término de uma relação -, que machucam muito. Mas, lembremos, somos todos aprendizes. E aí sempre sobra um buraco no peito que, nos primeiros dias, não é preenchido por nada. A presença que existia não está mais por perto. E isso começa a machucar. Dilacera, corta, até o dia em que, após ter mergulhado no limite da dor, o coração se anestesia e “para de doer”. Quando isso acontece você percebe que não morre porque a pessoa foi embora, como você dizia que morreria. Que a vida continua bela, mesmo quando falava que nada mais tinha cor. E dia após dia as coisas vão amenizando, porque você sabe que a vida continua. E se ela prossegue, você, após a tempestade que lhe atacou, mas…

Navegue
teste