Postagens sobre propósito de vida

Transição, um abraço em toda a vida

Sustentabilidade - Regina Hostin - 6 de novembro de 2018

Quando comecei a sentir um incômodo recorrente e inquietante com o meu dia a dia, sabia que este sentimento não me abandonaria tão cedo. Ele chegou de mansinho, expandiu-se como um forte sentimento de desconexão e, por mais que tentasse negá-lo, estava dentro de mim. Até o dia em que tive que dar o próximo passo. Continuar Lendo

Continuar Lendo

O que são crenças negativas e como elas se formam?

Felicidade - Chirles Oliveira - 21 de outubro de 2018

O nosso cérebro aprendeu como deve disparar nossas atuais reações comportamentais a partir de sensações e situações que vivemos no do dia a dia, principalmente, durante a nossa primeira e segunda infância (de 0-6 e 7-12 anos). Guiado pelo instinto de sobrevivência, ele foi criando mecanismos de defesa querendo apenas nos proteger das situações e crenças negativas que vivenciamos.

Continuar Lendo

Continuar Lendo

A vida está passando. E como você está?

Felicidade - Jared Amarante - 21 de julho de 2017

Fico olhando para as coisas ao redor enquanto minha mente, talvez a sua também, se pergunta o que estamos fazendo aqui e por quanto tempo estaremos de olhos abertos. A vida é essa coisa mágica, inexplicável, mas rápida. Fugaz o suficiente para nos deixar inquietos acerca de como temos visto a existência passar. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Como você olha sua vida?

Felicidade - Jared Amarante - 26 de maio de 2017

Imagem retirada do Pixabay Imagem retirada do Pixabay

Perguntas sempre rondam nossas vidas. Ora queremos saber o porquê de todas as coisas, ora aceitamos, mesmo que forçadamente, a natureza de tudo que há no universo e que, com certeza, impacta nossa existência. E se não conseguimos compreender alguns silêncios, não saberemos como agir com sabedoria, já que toda tempestade passa e deixa lições de vida. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Você tem valor diante da vida

Felicidade - Jared Amarante - 10 de março de 2017

Imagem do Pixabay

Todos, em algum momento, dessa instável existência, já se perguntou o que é viver? Sentir? Se relacionar? Pode ser que sim, porém pode ser que não, e isso certamente é muito triste. Porém, sem desespero, ainda há tempo de refletir – mas talvez não haja sempre -, e perceber que dificuldades sempre vão existir, mas elas não podem tirar a graça da vida. Porque diante de uma situação você tem duas escolhas: vê-la como uma tragédia ou uma grande oportunidade.

Claro que as coisas, na prática, não são tão simples quanto gostaríamos. Contudo, o equilíbrio é o melhor caminho para todas as ocasiões, justamente por não nos permitir vacilar ao extremo. Mas e quando as pessoas não são equilibradas e querem impedir que sejamos? Demonstre amor. Porque às vezes os seres humanos só precisam se sentir especiais.

Isso nem sempre será fácil, pois vivemos em constante oscilação sentimental, tentando se encaixar em cantos onde já fomos expulsos ou, pior ainda, se recusando a aceitar que nem todas as pessoas vão nos querer bem. No entanto, o valor que possuímos – por termos uma alma repleta de talentos e chances de recomeçar -, não se perde por isso.

E se não se perde, trate de reconhecê-lo. Perceba que por mais que você faça, alguns não se importarão. Que por mais que oferte amor, muitos não retribuirão. Que por mais linda que seja a flor, ela pode feri-lo.

Portanto, vale sempre lembrar que nada está perdido, nem as coisas e nem as pessoas, por isso, vos imploro, mantenham a esperança e, por favor, saibam perdoar os outros e a si . E, simplesmente, reconheçam seu valor ilimitado diante da vida que lhe foi emprestada.

Apenas emprestada…

Então, seja grato!

 

Continuar Lendo

Aprenda a confiar

Felicidade - Jared Amarante - 7 de março de 2017

Às vezes é muito difícil olhar para dentro de nós e perceber que temos potenciais, já que, hoje em dia, existem muitas pessoas para nos desencorajar. Mas é preciso que nos lembremos que ninguém pode nos machucar tanto sem o nosso consentimento.

Todas as experiências vividas, quando somadas, tem o poder de nos fazer refletir sobre nossa confiança, autoestima e medos. Quais dessas palavras tem mais força em nosso coração? Pensar sobre isso faz toda diferença!

Sei que nem tudo na vida são flores, como já diz o próprio ditado. Porém também nem tudo são espinhos. De repente, tudo é uma questão de como enxergamos as coisas. Há situações que realmente precisam de lente de aumento? Será que não era só uma gota e nossa vontade de ter o controle de tudo fez daquela situação uma tempestade?

Nunca será tarde para nos conectarmos com o melhor que há em nossa alma, explorando caminhos novos, ouvindo outras canções, viajando para lugares nunca antes imaginados, comendo coisas exóticas ou, simplesmente, observando a lua. Ao fazermos coisas pequenas, as grandes se manifestarão, pois é sempre o micro que se funde com o macro.

O universo é o macro, nós o micro. Está na hora de buscarmos essa sintonia, esse encaixe. Tudo que precisamos entender é que a vida é uma infinita caminhada, onde os ciclos começam e terminam, mas atos de coragem e extrema confiança são imprescindíveis à vida.

Naqueles momentos em que você achar que não vai suportar, por favor, lembre-se dos motivos que o trouxe até aqui. E, de todo seu coração, reflita profundamente sobre o que diz o escritor Victor Hugo: “Seja como os pássaros que, ao pousarem um instante sobre ramos muito leves, sentem-nos ceder, mas cantam! Eles sabem que possuem asas”.

Continuar Lendo

Significado e propósito na vida: Lugar comum ou difícil de encontrar?

Felicidade - Chirles Oliveira - 5 de julho de 2016

Banco de imagem Pixabay

Em todas as culturas e em todos os tempos, os seres humanos têm procurado encontrar um sentido para sua existência. A busca de sentido é tão antiga quanto as primeiras manifestações da consciência humana.

Por pelo menos 100.000 anos, os seres humanos enterram seus mortos com rituais e artefatos, aparentemente acreditando que a vida envolve algo mais do que apenas correr de seu predador, caçar ou acasalar.

Está bem claro que um senso de propósito é necessário para a saúde psicológica, e por sua vez, para a adaptação e à sobrevivência humana. Quando a vida parecia não valer a pena, nossos antepassados desistiam de correr do leão e, quando deprimidos, perdiam o entusiasmo com o acasalamento. A evolução humana depende da nossa motivação e nossa vontade de sobreviver, esse sentimento de que a vida permanece, sempre vale nossos esforços.

Na edição de setembro do American Psychologist (“A vida é consideravelmente significativa“), as autoras Heintzelman e King tomaram conhecimento de um paradoxo óbvio, porém facilmente esquecido na forma como caracterizamos o sentido da vida: “Ele é retratado simultaneamente como uma necessidade e como algo que é quase impossível de alcançar”.

Alcançar o propósito da vida é impossível?

ponte

A descoberta de estudos que medem a experiência de sentido é justamente que, a maioria das pessoas diz que suas vidas têm significado e propósito. Contraditoriamente, tendemos a ver o “significado da vida” como uma mercadoria rara, algo dificilmente alcançado, embora seja uma parte normal da experiência humana.

Nós encaramos esse ‘sentido da vida’ como “um construto e uma experiência envolta em mistério” e prontamente aceitamos que deve ser “cronicamente ausente na vida das pessoas.” Ou seja, por ser tão raro e dificilmente alcançado, poucas pessoas teriam atingido ou compreendido o significado de viver.

A visão comumente representada para buscar sentido na vida é fazer uma viagem ao topo de uma montanha para perguntar a um eremita-guru: “Qual é o sentido da vida?”. Se isso é o que é preciso, a resposta deve envolver um conhecimento escasso e precioso, e algo mais do que apenas felicidade e satisfação.

Qualquer coisa que é necessária para a sobrevivência, tem de ser abundante na natureza, por exemplo, uma truta precisa de mais do que apenas um balde de água para sobreviver. Logo, podemos pensar que o que nos é necessário à sobrevivência, como o sentido da vida, deve estar disponível à nossa volta.

Melhorando a experiência de viver

A pesquisa também mostra que “a exclusão social abaixa os níveis da existência significativa” e que conexões sociais melhoram a experiência. Se, ser aceito por uma tribo é tudo o que preciso para aumentar a emoção em nossas vidas, então o sentimento de significado não deve ser difícil de encontrar.

Um estado de espírito positivo é também uma influência. Os indivíduos que estão “imperturbáveis” na maior parte do tempo, irão avaliar melhor seu sentido de significado na vida. Bem como as pessoas que se dizem satisfeitas com a vida ou que vêem o “copo meio cheio”, não são tão susceptíveis de sentir que está faltando alguma coisa.

Aceitar a evolução da vida também melhora a experiência de viver

Em um experimento foram mostrados aos indivíduos fotos de árvores, solicitado que eles julgassem o contraste das cores e, posteriormente, feito um questionário sobre sentido da vida. Quando as árvores eram mostrados na ordem da mudança das estações, os indivíduos tiveram maior pontuação no questionamento sobre o sentido da vida.

Como Heintzelman e King apontaram, “vivemos em um mundo que geralmente é caracterizado por regularidade natural” e nossa experiência é reforçada pela “presença de padrões confiáveis ou coerência no ambiente.”

Em um mundo de estações, amanheceres e entardeceres, construímos uma existência ordenada com rotinas e rituais diários. Nesse contexto, é razoável esperar que as pessoas sintam que a sua existência está em harmonia com a ordem natural.

A eterna busca por um significado para vida

Porque é essencial para a nossa saúde, estamos continuamente motivados para buscar a experiência de propósito e significado. É como comida, a desejamos todos os dias, e tal como o sexo, não é um desejo que pode ser satisfeito de “uma vez por todas” e se cessa eternamente.

Quando as nossas necessidades comuns estão satisfeitas, tendemos a procurar mais. Está em nossa natureza buscar prazeres e sabores requintados. Algumas pessoas encontram o próximo nível de significado em iluminação religiosa ou êxtase, outros procuram na auto-consciência ou na realização pessoal. Algumas pessoas se voltam para dentro, outros buscam do lado de fora.

A busca de um propósito mais elevado e um significado maior às vezes é difícil e não tem ponto final. Ainda assim, não é uma viagem sem esperança. De acordo com a pesquisa, a maioria das pessoas facilmente encontram um sentido ao longo de sua caminhada.

E você, qual seu propósito de vida?

Traduzido e adaptado de: Paul G. Mattiuzzi, Ph.D.

Texto compartilhado em parceria com o Blog Diálogos – Espaço de Psciologia

Continuar Lendo