Postagens sobre permacultura

Entrevista sobre Sustentabilidade para TV

Na mídia - Chirles Oliveira - 20 de outubro de 2018

 

Entrevista sobre Sustentabilidade concedida ao Programa de TV “Nosso Programa”, produzido pela RitTV, no dia 25 de setembro, data em que se comemora o Dia da Ação Global para os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Continuar Lendo

Continuar Lendo

Schumacher College – Uma escola sustentável

Vida Saudável - Chirles Oliveira - 3 de abril de 2017

Por Regina Hostin*

Viagem de estudos

De Londres até Totnes, no sudoeste da Inglaterra, são mais ou menos 3 horas e meia de viagem de trem. Mas você nem sente o tempo passar. A paisagem é linda. Aos poucos o mar e o verde vão formando um novo cenário e você entra em contato com uma outra Inglaterra. A estação de Totnes é um charme. Pequenininha. E os taxistas, simpatíssimos. Já ali você começa a se sentir em casa. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Viagens e consciência ecológica: unindo sonhos

Colunistas, Sustentabilidade - Laila Rezende - 10 de fevereiro de 2016

Viajar é motivo de depoimentos apaixonados: viajar é levar a alma para passear, é a única coisa que você compra e te deixa mais rico. Sempre tive dois grandes sonhos: conhecer o mundo e viver de forma consciente e sustentável.

 
Neste momento estou no avião voltando da Ecoaldeia Flecha da Mata, em Icarati, no Ceará. Difícil colocar em palavras a experiência magnífica que lá vivi. Não é a primeira vez que viajo para locais que tem foco na ecologia, sustentabilidade e permacultura, mas desta vez foi diferente. Fui sozinha, numa viagem de autoconhecimento, para passar um tempo vivendo o dia a dia de uma comunidade sustentável.
 
Fui experimentar, na prática, a vida em comunidade e de não agressão à natureza.  A energia é eólica e solar, os banhos são curtos, a alimentação orgânica e vegana e dormimos em tendas perto da mata. As construções são sustentáveis, feitas com técnicas de bioconstrução e todos ajudam nas tarefas da aldeia e uns aos outros quando é preciso, numa grande e feliz união. 
 
 
viagemeconscienciaecologocia_laila
Difícil descrever a alegria que é viver realmente em comunidade. O homem moderno perdeu o senso de irmandade e, principalmente, a noção de que a comunidade é a extensão de sua família e a Natureza, extensão de si próprio. Voltar às nossas raízes é tão profundo quanto emocionante. É se conectar consigo próprio e com a essência divina dentro de todos nós.
viagemeconscienciaecologocia_laila_2
Há momentos difíceis, claro. Pois, estamos muito acostumados com os luxos e a falsa abundância dos recursos da cidade. Mas a alegria da conexão é maior. A alegria de viver realmente a vida que eu busco e tanto acredito é inebriante. Uma vida de felicidade, de comunidade, de real abundância e amor de forma totalmente sustentável.
 

Esse é o meu primeiro texto para o blog Felicidade Sustentável e por isso, desejo que todos encontrem seus sonhos, assim como encontrei os meus. E caso seus sonhos estejam em uma vida sustentável e conectada com a felicidade, nos encontramos por aí. Feliz 2016! 


PS.: Quer saber mais sobre permacultura? Então, assista ao vídeo com entrevista exclusiva para o canal Felicidade Sustentável, da Amanda Frug, especialista em permacultura.





Continuar Lendo

Horta em casa, sim você pode!

Sustentabilidade - Luciana Murakami - 29 de julho de 2015

 

Você sempre quis ter uma hortinha, mas nunca trilhou o desconhecido mundo das plantas? Saiba que basta boa vontade, dedicação e não ter medo de errar para conseguir um pouco de verde dentro da sua casa. Você não precisa ter um jardim enorme, basta um lugar ao sol para conseguir ao menos alguns temperos!
Uma horta precisa de 04 elementos básicos: luz, água, ventilação e carinho.
O primeiro passo é verificar como o sol incide e por quanto tempo no local disponível para a horta: no período da manhã, da tarde, o dia todo? Esta informação será importante para definir qual tipo de planta irá ser colocada no local.
Depois é preciso escolher o tipo de recipiente que será usado, pode ser uma jardineira, um pedaço de terra no quintal ou em vasos.

 

Hoje existem várias opções no mercado que facilitam o plantio, como por exemplo os vasos auto-irrigáveis, que precisam receber água somente a cada 15 dias.
Horta Cultive: vaso com dispositivo lateral de irrigação a cada 15 dias
Para quem tem áreas maiores pode usar este modelo que também armazena água e precisa de menos irrigação.
Noocity.com
Mas pode dar asas a sua imaginação e usar pneus, latas, baldes, potes de vidro, garrafa pet, tubos de pvc, etc…

 

 

Se o espaço é pequeno as hortas verticais são as mais recomendadas, pois ocupam pouco espaço.

 

Definido local e o recipiente, resta saber o que plantar. Neste momento entra a dedicação e o não ter medo de errar, pois cada local possui características de sol, luz, ventilação, umidade, etc… Talvez algumas plantinhas se percam neste processo de aprendizagem, não desista, mude a espécie, adeque a quantidade de água, adube, e aos poucos, com paciência verá que é possível ter manjericão fresco ou alecrim pra dar um sabor delicioso nos seus pratos.
Para saber qual a melhor planta para o seu local pesquise as espécies que te interessam, algumas são espécies “amigas”, ou seja, gostam da companhia de outras, como o alecrim e a sálvia ou o tomate e o manjericão. Aqui tem uma lista completa das plantas amigas.
Plante varias espécies, assim você saberá qual se adapta melhor ao local.
Uma sugestão se o seu canteiro pega sol direto por pelo menos 2 horas: hortaliças (alface, rúcula), alecrim, sálvia e tomilho.
Se ele é mais sombreado, mas tem bastante luz tente: manjericão roxo, hortelã, salsa, cebolinha.
Lembre-se, a horta precisa de água, ela te mostra sinais de que está bem ou não, aprender a observa-la é um ótimo exercício de conexão e empatia, procure adubar a hortinha com produtos naturais pelo menos 1 vez por mês, ter uma composteira é uma ótima solução para conseguir um adubo de qualidade em casa, escrevi sobre isto neste post  sobre compostagem.
Neste site você encontra uma cartilha muito bacana com dicas legais de como fazer sua horta.
Se interessou e quer saber mais? Pesquise sobre permeacultura, agroecologia e biodinâmica, são técnicas de cultivo sustentáveis que podem te ajudar muito!
Até breve!
Continuar Lendo

Práticas para uma casa sustentável – Parte 01

Colunistas, Sustentabilidade - Luciana Murakami - 1 de julho de 2015

 
 
Muitas pessoas me perguntam se é possível transformar a casa onde moram num lugar mais sustentável ou se é preciso começar uma construção do zero. 
 
Há quem pense que construções sustentáveis são como uma casa de Hobbit no meio da floresta, e não imaginam que atualmente as casas sustentáveis são mais parecidas com esta da foto abaixo, criada como modelo pela Basf.



Se a casa for pensada desde o início com um projeto sustentável, certamente será mais fácil de implementar as tecnologias ecoeficientes disponíveis, com um custo menor. Porém, também é possível fazer em construções existentes pequenas adaptações que a transforme em uma casa “limpa”, “verde”, ecologicamente correta.
 
Algumas soluções são bem simples, outras exigem um pouco mais de reformas. Diversos fatores podem fazer sua casa se tornar mais sustentável, os materiais que foram utilizados em sua construção, a eficiência enérgica que ela possui, como ela consome e descarta os resíduos sólidos e líquidos, como economiza recursos naturais, enfim uma infinidade de itens.

Citarei alguns que podem ser o início de um projeto para tornar sua casa um pouco menos agressiva ao nosso planeta.

Aquecimento Solar

Trata-se de um sistema de aquecimento de água através da energia solar, os mais comuns são os de placas solares.


Aquecedor Solar com placas
Porém existe disponível no mercado modelos com tubo à vácuo extremamente eficientes, aquecendo até mesmo em dias nublados, com apenas um mormaço.
Aquecedor Solar a vácuo
O uso de qualquer um destes sistemas pode ser conjugado com equipamentos de apoio elétricos ou a gás para períodos onde o sol não é suficiente.
Se você ainda gosta de colocar a mão na massa, a Sociedade do Sol possui um manual de como construir seu próprio aquecedor solar.
 

Captação e reuso de água de chuva

Com a crise hídrica vivida pelo país neste último ano, esse tipo de sistema tem sido cada vez mais utilizado em residências. O sistema de captação pode ser subterrâneo, utilizando cisternas de plástico igual as caixas d’água, ou podem ser utilizados sistemas externos como estes, que podem armazenar de 200 a 2000 litros de água.


Reservatórios de água de chuva
Após a captação no telhado é importante utilizar um filtro de folhas e manter a água armazenada com cloro para evitar contaminação. Também é possível criar sua própria cisterna veja como aqui .
 
A utilização deste tipo de água pode ser para regas de jardim, lavagem de áreas externas e descargas de vasos sanitários.
 

Permeabilidade de Solo

Outro fator muito importante, principalmente nas cidades, é a impermeabilização dos solos. Muitas enchentes ocorrem, pois os rios e córregos existentes não comportam o volume de água que chega até eles com muita rapidez. Quando temos um piso permeável parte desta água penetra no subsolo, diminuindo a vazão que vai para a rua e sistemas de captação.
 
Para aumentar sua área permeável, podem-se criar jardins ou utilizar pisos drenantes, que permitem que 50% a 90% da água que cai sobre eles infiltre no solo.
 
Piso Drenante
Garagens e corredores de circulação também podem usar este tipo de piso. Além de contribuir com o controle de enchentes, você estará permitindo que esta água retorne ao sistema hídrico naturalmente através de lençóis freáticos, que podem inclusive ajudar a abastecer as represas da sua cidade.


Uma casa não precisa ser parecida com a casa de um duende para ser sustentável, mas se você conseguir implementar pelo menos um destes itens já estará ajudando muito o nosso planeta.

Cada gota que juntarmos, formaremos um grande oceano!
Ate breve!
Luciana Murakami

 

Continuar Lendo