Postagens sobre menos é mais

Dois hábitos sustentáveis que trazem felicidade

Sustentabilidade - Leticia Klein - 19 de fevereiro de 2019

Como escreveu Christopher McCandless em seu diário, cuja busca pelo autoconhecimento e liberdade foi retratada no livro e filme “Na natureza selvagem”, a felicidade só é real quando compartilhada com outros. Os humanos são seres sociais e é da interação com as pessoas (mas não só elas) que a gente aprende, compreende, se desenvolve e fica cada vez mais perto da felicidade plena, que só é plena se tudo estiver bem e em equilíbrio.

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Muito, Pouco e Tudo – O Minimalismo Como Prática De Autoconhecimento

Sustentabilidade - Priscila Freitas - 10 de fevereiro de 2019

Eu olhava para as minhas coisas, uma porção de livros, algumas pilhas de roupas, caixas com utensílios, aparatos de cozinha, e pensava: “será que sou em quem as possui, ou o contrário?”. Foi há uns 3 anos. Eu contabilizava os meus excessos, o acúmulo dos objetos que ocupavam áreas talvez pouco conhecidas da minha vida, as papeladas que preenchiam a minha existência, enquanto eu tentava lidar com múltiplas escolhas mundo afora, cada uma delas com suas caixas e pacotes. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Entrevista sobre Sustentabilidade para TV

Na mídia - Chirles Oliveira - 20 de outubro de 2018

 

Entrevista sobre Sustentabilidade concedida ao Programa de TV “Nosso Programa”, produzido pela RitTV, no dia 25 de setembro, data em que se comemora o Dia da Ação Global para os ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Continuar Lendo

Continuar Lendo

A alegria de ser simples, ecológica e econômica

Sustentabilidade - Laila Rezende - 20 de janeiro de 2017

As vantagens de uma vida simples não estão apenas em economizar dinheiro e, assim, poder trabalhar menos. Uma vida simples está intimamente ligada ao respeito pelos escassos recursos naturais do planeta Terra, que estão acabando em uma velocidade irreversível.

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Quanto amor e respeito nós temos pela Terra?

Sustentabilidade - Chirles Oliveira - 6 de setembro de 2016

Nosso planeta azul, nossa Mãe-Terra existe há 4, 5 bilhões de anos. Dá para imaginar o quanto de tempo isso significa? Já parou para pensar quanto amor e respeito nós temos pela Terra? Continuar Lendo

Continuar Lendo

O paradoxo da nossa era

Vida Saudável - Chirles Oliveira - 22 de maio de 2016

Temos casas maiores mas famílias menores; mais conforto, e menos tempo.

Temos mais diplomas, e menos bom -senso; mais conhecimento, e menos juízo;

mais remédios, e menos saúde. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Permita-se, agora, por favor

Colunistas, Felicidade - Jared Amarante - 20 de maio de 2016

O que será que a vida espera de nós? O que você tem feito para ter uma existência mais feliz? Qual legado deixará para aqueles que ficam? Quantas perguntas, né? Talvez sejam difíceis as respostas, mas não impossível. Tenha coragem para se livrar daquilo que não lhe faz feliz. Não acumule estresse desnecessário. Não lamente todo dia e toda hora, pois isso pode arruinar sua energia para transformar.

Então, para hoje, permita-se, por favor.

Permita-se comer com mais calma e sentir o sabor das comidas, das frutas, das mais diferentes maneiras de preparar um alimento. Besteira? Não, isso pode lhe ajudar a perceber quantas coisas deliciosas existem que a sua pressa não permite degustar. Por isso, acalme-se. Permita-se ouvir as músicas que gosta, para senti-las, refletir sobre a letra, e deixar a melodia invadir cada poro do seu corpo, e assim perceber que a música pode amenizar. Permita-se ler o que te de prazer, só assim conseguirá ver a magia das palavras, e o quanto elas são poderosas para aliviar dores emocionais.

O que custa você se permitir a coisas tão simples, mas que podem mudar sua agitada rotina? O que custa tirar cinco minutos para observar o céu e agradecer pelo sol, lua e estrelas? Esse olhar lhe fará compreender que uma escuridão nunca dura para sempre, e que o sol se levanta para quem sabe reconhecer que existem apenas duas pessoas: as que lamentam e as que lutam. Quem é você, querido?

Feche os olhos e comece, passo a passo, a caminhar em direção aos seus maiores sonhos. Experimente essa sensação. Se permita a imaginação. Aguce seus instintos. Desperte seus pensamentos. Materialize desejos. Pequenas atitudes podem mudar uma vida, e às vezes pode mudar para sempre. Você acredita?

Permita-se ver a importância que as pessoas têm em sua vida. Permita-se abraçá-las mais. Permita-se perceber o quão bem fazem aqueles que estão ao seu lado, sejam os amigos, um grande amor, a família ou os colegas de trabalho. Cada pessoa tem um papel fundamental em nossa vida. Há uma história em cada uma delas, por isso não devemos julgar ninguém.

Permita-se arriscar, mesmo que esteja morrendo de medo, porque você nunca sabe o que lhe espera. Pessoas de sucesso tiveram mais coragem do que medo. E imagina se tivessem desistido? Não teríamos tantas descobertas na ciência como vemos hoje. Muitos gênios um dia já foram considerados tolos e, alguém, em algum momento desacreditou deles. Mas eles se permitiram.

Permita-se ser gente, e gente de carne e osso sabe que tem hora para chorar e sorrir. Desmoronar e se reconstruir. Permita-se não se culpar de tudo. Permita-se livrar-se de pensamentos que você acha serem pecados. Pecado é não se permitir. Permita-se ver que a vida é um milagre cotidiano e que você faz parte disso. Guie-se com sabedoria. Tenha calma, mas não pare. Grite se achar necessário. Volte se desejar, mas não perca seus valores. Permita-se ser quem realmente sente que é. A vida passa rápido demais para você ser um colecionador de lamentações. Então, querido, permita-se, por favor.

  • imagem central by Pixabay
Continuar Lendo

Vem aí a primeira Virada Zen com mais de 600 atividades gratuitas

Sustentabilidade - Chirles Oliveira - 14 de abril de 2016

“É possível, sim, ter qualidade de vida cultivando bons hábitos como meditação, yoga e outras práticas que proporcionam o autoconhecimento e a auto-observação. Ser Zen é ter uma atitude de paz e amor para com nós mesmos e com todos ao nosso redor.” Continuar Lendo

Continuar Lendo

Hora do Planeta contra as alterações climáticas

Sustentabilidade - Chirles Oliveira - 19 de março de 2016

A Hora do Planeta da WWF vai atravessar o globo no próximo sábado, 19 de março de 2016 às 20:30 hora local, juntando indivíduos, comunidades e organizações num movimento sem precedentes, em 178 países e territórios, incluindo Portugal.

A Hora do Planeta é um movimento global contra as alterações climáticas e este ano acontece alguns meses após os governos terem encontrado um novo acordo global pelo clima.

Tal como as luzes que se apagam nas casas, nos escritórios e em monumentos emblemáticos, o maior movimento pelo ambiente do mundo irá reunir mais uma vez milhões de pessoas para fazer brilhar uma luz pela ação climática e pelo papel que as pessoas podem desempenhar nos esforços globais para combater as alterações climáticas.

“O mundo está numa encruzilhada pelo clima”, disse o Diretor Executivo da Hora do Planeta Global. “Enquanto vivemos os impactos das alterações climáticas mais do que nunca, estamos também a testemunhar um novo momentum da ação climática que transcende fronteiras e gerações. Desde as salas de estar passando pelas salas de aula até às de conferências, a população reclama ação contra as alterações climáticas. Esta décima edição da Hora do Planeta é o momento para que as pessoas possam fazer parte das soluções pelo clima.”

Texto compartilhado do  Site WWF

Continuar Lendo

Menos consumismo é igual a mais liberdade e qualidade de vida!

Sustentabilidade - Chirles Oliveira - 16 de março de 2016

15 de março é dia do consumidor, mas no lugar de ir às comprar que tal refletirmos sobre o consumismo que rege boa parte da prática da cultura do consumo? Você compra por necessidade ou desejo? Você se considera um consumidor consciente? O mundo está mudando, e há um movimento chamado de economia para transição pautada na experiência e não na posse. Há também milhares de adeptos do Movimento Simplicidade Voluntária que se inspiram no livro com o mesmo nome, de Duane Elgin. Continuar Lendo

Continuar Lendo