menos é mais

10 Posts Back Home

Qual é a sua visão de mundo?

Você já parou para pensar onde exatamente está circunscrito o mundo em que você vive e se relaciona e àquele das suas preocupações, seja com os outros ou com o planeta? Afinal, qual é o conceito do seu ‘local’, em contraponto ao global? É de se pensar se ainda cabe essa divisão, afinal a revolução dos meios de comunicação e da informação nos tornou conectados de forma planetária. Em instantes sabemos o que acontece do outro lado do mundo e, nos sensibilizamos com temas como guerras, refugiados, furações, armas nucleares, atentados, etc. Também em razão à globalização e essa conexão houve uma mudança na maneira como as empresas organizam seu processo produtivo. Hoje, algo que compramos, dificilmente passa por menos de 3 países ao longo do seu processo de produção. O nosso tão simples chinelo, aquele no estilo Havaianas, teve seu trajeto traçado desde a exploração da matéria prima, que…

Quanto amor e respeito nós temos pela Terra?

Nosso planeta azul, nossa Mãe-Terra existe há 4, 5 bilhões de anos. Dá para imaginar o quanto de tempo isso significa? Já parou para pensar quanto amor e respeito nós temos pela Terra? A aparição do homem é bem mais recente, cerca de 200 mil anos. Também não consigo imaginar essa representatividade de tempo. Nossa mente não está acostumada com números tão grandes. Os cientistas conseguem descobrir e absorver melhor essas dimensões temporais. Mas, o que não é difícil de compreender é que nossa existência depende das boas condições de vida do planeta. Na nossa correria cotidiana, quase nunca paramos para pensar sobre nossa jornada aqui, e sobre o quanto estamos afetando o equilíbrio ecológico de Gaia. Nossa vida depende do ar que respiramos, e ele precisa ser puro; depende dos alimentos que ingerimos, e eles não nascem nas gôndolas dos supermercados. Eles vêm da terra, do solo fértil, alimentado…

O paradoxo da nossa era

Temos casas maiores mas famílias menores; mais conforto, e menos tempo. Temos mais diplomas, e menos bom -senso; mais conhecimento, e menos juízo; mais remédios, e menos saúde. Fomos até a Lua e voltamos, mas temos dificuldade em atravessar a rua para conhecer os novos vizinhos. Construímos mais computadores que comportam mais informação, que produzem mais cópias do que nunca, mas temos menos comunicação. Nós crescemos em quantidade, mas encolhemos em qualidade. Esta é a época de alimentos rápidos e digestão lenta, de homens altos e de pouco caráter; de lucros exorbitantes e relacionamentos superficiais. É um tempo em que há muita na janela, e nada no quarto. Sua Santidade o 14º Dalai Lama Texto retirado do livro Bússola Espiritual – Satish Kumar imagem central by banco de imagem Pixabay

Permita-se, agora, por favor

O que será que a vida espera de nós? O que você tem feito para ter uma existência mais feliz? Qual legado deixará para aqueles que ficam? Quantas perguntas, né? Talvez sejam difíceis as respostas, mas não impossível. Tenha coragem para se livrar daquilo que não lhe faz feliz. Não acumule estresse desnecessário. Não lamente todo dia e toda hora, pois isso pode arruinar sua energia para transformar. Então, para hoje, permita-se, por favor. Permita-se comer com mais calma e sentir o sabor das comidas, das frutas, das mais diferentes maneiras de preparar um alimento. Besteira? Não, isso pode lhe ajudar a perceber quantas coisas deliciosas existem que a sua pressa não permite degustar. Por isso, acalme-se. Permita-se ouvir as músicas que gosta, para senti-las, refletir sobre a letra, e deixar a melodia invadir cada poro do seu corpo, e assim perceber que a música pode amenizar. Permita-se ler o…

Vem aí a primeira Virada Zen com mais de 600 atividades gratuitas

“É possível, sim, ter qualidade de vida cultivando bons hábitos como meditação, yoga e outras práticas que proporcionam o autoconhecimento e a auto-observação. Ser Zen é ter uma atitude de paz e amor para com nós mesmos e com todos ao nosso redor.” É essa a mensagem que a Virada Zen quer espalhar pela cidade de São Paulo nos seus 7 dias de duração, de 25 de abril a 1˚ de maio, através de mais de 600 atividades gratuitas em cerca de 90 espaços públicos e privados. Entre os dias 25 e 29 de abril, mais de 80 espaço de Yogas, centros culturais, budistas e de meditação, escolas para desenvolvimento humano e expansão da consciência por toda São Paulo irão abrir suas portas e oferecer suas programações de forma gratuita. Alguns dos destaques da programação são: Dia 25, das 14h às 20h, palestras, workshops e danças no UMAPAZ, no Ibirapuera; Dias…

Hora do Planeta contra as alterações climáticas

A Hora do Planeta da WWF vai atravessar o globo no próximo sábado, 19 de março de 2016 às 20:30 hora local, juntando indivíduos, comunidades e organizações num movimento sem precedentes, em 178 países e territórios, incluindo Portugal. A Hora do Planeta é um movimento global contra as alterações climáticas e este ano acontece alguns meses após os governos terem encontrado um novo acordo global pelo clima. Tal como as luzes que se apagam nas casas, nos escritórios e em monumentos emblemáticos, o maior movimento pelo ambiente do mundo irá reunir mais uma vez milhões de pessoas para fazer brilhar uma luz pela ação climática e pelo papel que as pessoas podem desempenhar nos esforços globais para combater as alterações climáticas. “O mundo está numa encruzilhada pelo clima”, disse o Diretor Executivo da Hora do Planeta Global. “Enquanto vivemos os impactos das alterações climáticas mais do que nunca, estamos também…

Menos consumismo é igual a mais liberdade e qualidade de vida!

16 de março é dia do consumidor, mas no lugar de ir às comprar que tal refletirmos sobre o consumismo que rege boa parte da prática da cultura do consumo? Você compra por necessidade ou desejo? Você se considera um consumidor consciente? O mundo está mudando, e há um movimento chamado de economia para transição pautada na experiência e não na posse. Há também milhares de adeptos do Movimento Simplicidade Voluntária que se inspiram no livro com o mesmo nome, de Duane Elgin. Neste livro, o autor propõe um estilo de vida mais simples, mais próximo da natureza, com menos consumo e mais consciência pessoal, social e ambiental. Na verdade, este movimento comunga com o propósito da sustentabilidade que prima pelo equilíbrio de três aspectos: social, econômico e ambiental. Duane enfatiza que a adoção de hábitos mais simples está menos no exterior, e mais focada no interior das pessoas, em suas…

Não tem graça rir sozinho: Capitalismo e novas formas de consumo.

Assim começou o meu dia: – Mãe, quanto você acha que valem esses sapatos? Só usei  4 vezes, disse minha filha. – Eu indaguei – Por quê? – Ela respondeu: Porque eu vou vender no brechó da faculdade via Facebook. Três dias depois. –  Mãe:  já vendi os sapatos, obrigada, o preço estava bom, vendi rapidinho, vou entregá-los amanhã. Esta cena tem sido recorrente em casa e no mundo hoje em dia. Preste atenção, não é modinha do momento e um padrão de consumo que está mudando o comportamento dos jovens e da sociedade.  Ainda é um movimento tímido, mas presente e tem tudo para ser a nova cara do consumo, divertido, descolado e fácil. México, Chile e outros emergentes, (incluso Brasil) bem como os países da OCDE, organização que reúne as nações mais industrializadas do mundo estão noticiando uma desaceleração no crescimento desde o ano passado. Entretanto, países, digamos…

Economia solidária: um jeito diferente de fazer negócio

Hoje em dia fala-se muito sobre Economia solidária: um jeito diferente de fazer negócio e espero ser eu, a única solitária sobre o assunto. Confesso que não foi difícil encontrar boas pesquisas sobre o assunto, mas foi um pouco complicado pensar sobre um conceito tão simples e tão bonito. Estamos acostumados com as complicadas coisas sobre economia tradicional e compreender esse conceito nos deixa confuso, foi assim que fiquei. Solidária ou Solitária? Mas vamos pelas beiradas já que na economia solidária a principal ideia é não complicar e sim democratizar. Em princípio, a Economia Solidária é explicada como um modo de produção em que não há a clássica divisão da sociedade em duas partes: proprietária dominante e propriedade subalterna.   Como assim? Isso mesmo, as empresas solidárias estabelecem que todos os que detêm a propriedade necessariamente trabalham nela e, portanto, impossibilita ter uma classe que viva apenas dos rendimentos do capital sem…

A Espera do Natal

Esperar o Natal nem sempre é muito fácil, pois ficamos cheios de expectativas, ansiosos e com aquela sensação de que novembro vai durar 60 dias.  Essa expectativa de felicidade futura, não é ruim, pode ser legal, mas se administrada corretamente. E pensando sobre isso, lembrei-me de uma ocasião. Era novembro e como as mães de primeira viagem, estava cheia de ideias e energia com os filhotes.  E algo me incomodava muito no Natal, a impaciência dos meus pequenos na hora de ganhar os presentes. Eles mal cumprimentavam os parentes porque estavam compenetrados nos embrulhos em suas mãos, e no fundo eu senti um pouco de vergonha.  Então, decidi fazer uma experiência com meus filhos. Eles tinham 4 e 7 anos na época. A ideia era fazê-los aprender a lidarem com a expectativa, ansiedade e frustação. Como será que se ensina a lidar com a ansiedade? E como se aprende?…

Navegue
teste