Postagens sobre liberdade

Felicidade – a prática do bem-estar

Livros - Chirles Oliveira - 29 de outubro de 2018

O Monge Mathieu Ricard é considerado o homem mais feliz do mundo pela Neurociência e é o autor dessa obra-prima da felicidade, que foi listado como os Dez “Melhores livros da Ásia de 2006” pela revista Time. Continuar Lendo

Continuar Lendo

O que são crenças negativas e como elas se formam?

Felicidade - Chirles Oliveira - 21 de outubro de 2018

O nosso cérebro aprendeu como deve disparar nossas atuais reações comportamentais a partir de sensações e situações que vivemos no do dia a dia, principalmente, durante a nossa primeira e segunda infância (de 0-6 e 7-12 anos). Guiado pelo instinto de sobrevivência, ele foi criando mecanismos de defesa querendo apenas nos proteger das situações e crenças negativas que vivenciamos.

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Aprenda a ser forte e voe!

Felicidade - Jared Amarante - 30 de junho de 2017

Antes de escrever essa crônica, pensei na profundidade contida na frase do escritor Antoine de Saint-Exupéry, que disse: “É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas”. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Toda guerra é falta de amor

Felicidade - Jared Amarante - 7 de abril de 2017

Respira-se morte todos os dias na Síria. Respira-se morte todos os dias no Brasil. Respira-se morte todos os dias dentro de nós. Mas o que está acontecendo com o mundo? Alguém consegue responder tamanha e dolorosa questão? Compreendo que a existência é mais cheia de perguntas do que respostas. Porém tem horas que parece que não vamos suportar.

Não estou me referindo só às guerras, porque elas “nunca” vão cessar, e sim sobre a nossa postura diante de tudo que está a nossa frente. Quando abrimos os olhos o que  importa se temos orgulho de mais? Quando olhamos pro outro o que importa é o que ele tem para oferecer ou o tamanho de sua ferida? Quando penso que minha vida “está confortável”, por isso cada “um com seus problemas”, será que minhas orações fazem sentido?

Deus, os seres celestiais, as energias do bem, o universo, pode até escutar minhas preces, mas não se alegram. Porque estamos sendo muito incoerentes! Não vamos honrar com os lábios, pois palavras todos dizem. Vamos honrar com o coração.

Toda desgraça nessa terra acontece quando passamos a pensar só em nós mesmos. Quando queremos ser juízes ao invés de acolher. Quando queremos despejar, em cima do mais “fraco”, nossas ideologias.

Quantos de nós, dia a dia, pergunta como o outro está? E se este responde, será que realmente estamos ouvindo? Escutar todo mundo escuta, porque ouvir é só para quem está disposto a colocar sua dor no bolso e ajudar o outro a carregar a sua.

As maiores guerras são as internas, que geram, indiscutivelmente, as externas, sejam elas grandes ou pequenas, alguém sempre sai machucado.

Olhe para dentro de si. Não há motivos para forçar alguém a seguir nenhum caminho, porque você também está tentando encontrar o seu. Por isso, pratique o perdão e a empatia. Assim teremos paz. Pois, enquanto a guerra custa tanto, a paz não custa nada.

 

Continuar Lendo

Permita-se, agora, por favor

Colunistas, Felicidade - Jared Amarante - 20 de maio de 2016

O que será que a vida espera de nós? O que você tem feito para ter uma existência mais feliz? Qual legado deixará para aqueles que ficam? Quantas perguntas, né? Talvez sejam difíceis as respostas, mas não impossível. Tenha coragem para se livrar daquilo que não lhe faz feliz. Não acumule estresse desnecessário. Não lamente todo dia e toda hora, pois isso pode arruinar sua energia para transformar.

Então, para hoje, permita-se, por favor.

Permita-se comer com mais calma e sentir o sabor das comidas, das frutas, das mais diferentes maneiras de preparar um alimento. Besteira? Não, isso pode lhe ajudar a perceber quantas coisas deliciosas existem que a sua pressa não permite degustar. Por isso, acalme-se. Permita-se ouvir as músicas que gosta, para senti-las, refletir sobre a letra, e deixar a melodia invadir cada poro do seu corpo, e assim perceber que a música pode amenizar. Permita-se ler o que te de prazer, só assim conseguirá ver a magia das palavras, e o quanto elas são poderosas para aliviar dores emocionais.

O que custa você se permitir a coisas tão simples, mas que podem mudar sua agitada rotina? O que custa tirar cinco minutos para observar o céu e agradecer pelo sol, lua e estrelas? Esse olhar lhe fará compreender que uma escuridão nunca dura para sempre, e que o sol se levanta para quem sabe reconhecer que existem apenas duas pessoas: as que lamentam e as que lutam. Quem é você, querido?

Feche os olhos e comece, passo a passo, a caminhar em direção aos seus maiores sonhos. Experimente essa sensação. Se permita a imaginação. Aguce seus instintos. Desperte seus pensamentos. Materialize desejos. Pequenas atitudes podem mudar uma vida, e às vezes pode mudar para sempre. Você acredita?

Permita-se ver a importância que as pessoas têm em sua vida. Permita-se abraçá-las mais. Permita-se perceber o quão bem fazem aqueles que estão ao seu lado, sejam os amigos, um grande amor, a família ou os colegas de trabalho. Cada pessoa tem um papel fundamental em nossa vida. Há uma história em cada uma delas, por isso não devemos julgar ninguém.

Permita-se arriscar, mesmo que esteja morrendo de medo, porque você nunca sabe o que lhe espera. Pessoas de sucesso tiveram mais coragem do que medo. E imagina se tivessem desistido? Não teríamos tantas descobertas na ciência como vemos hoje. Muitos gênios um dia já foram considerados tolos e, alguém, em algum momento desacreditou deles. Mas eles se permitiram.

Permita-se ser gente, e gente de carne e osso sabe que tem hora para chorar e sorrir. Desmoronar e se reconstruir. Permita-se não se culpar de tudo. Permita-se livrar-se de pensamentos que você acha serem pecados. Pecado é não se permitir. Permita-se ver que a vida é um milagre cotidiano e que você faz parte disso. Guie-se com sabedoria. Tenha calma, mas não pare. Grite se achar necessário. Volte se desejar, mas não perca seus valores. Permita-se ser quem realmente sente que é. A vida passa rápido demais para você ser um colecionador de lamentações. Então, querido, permita-se, por favor.

  • imagem central by Pixabay
Continuar Lendo