GuiBarreto

4 Posts Back Home

Continue andando. Acredite em você e em seus sonhos

Muitas pessoas, todos os dias, são enterradas ainda em vida. Isso é triste, né? Mas é real. Acontece dessa forma quando esquecemos os sonhos, quando achamos que alguém é responsável por nos fazer felizes, quando nos contentamos com o mais ou menos que a existência nos apresenta. E é ai que está o grande perigo: acreditarmos que temos limites, que só o outro merece, que nada nos favorece. Não alimente essa ideia, porque nada e ninguém é capaz de nos destruir tanto quanto nossos pensamentos. Sonhe, sonhe grande! Por isso, se não semearmos primaveras, como poderemos colher outonos? Se você tem um sonho, mas tem mais medo do que fé, como espera torná-lo real? Se prefere ouvir todo mundo como encontrará as verdades do seu coração? Se continuares a correr tanto, porque te ensinaram que assim deve ser, como conseguirá se conectar com as energias que há em sua alma…

Não mate leões, trabalhe com amor

Toda relação deve ser boa o bastante para fazer as pessoas crescerem. E quando falamos da área profissional, ser bom não é o suficiente, porque pode nos tornar pessoas acomodadas. Por isso, então, é imprescindível sermos excelentes. Pois, desta forma, seremos capazes de enxergar nossos potenciais com visão de águia. Porque quem deseja alçar voos altos não pode se contentar em ter um bom relacionamento com o trabalho. Sabe por quê? Porque o bom sempre fica contente, mas aquele que busca a excelência se torna feliz, realizado, apaixonado, enlouquecido pelo que faz, a tal ponto de ver a sua relação com o trabalho como uma extensão da própria vida. Transformando medo em coragem. Desafio em conquista. Obstáculo em força. Porque é de força que precisamos para movimentar o mundo que nos cerca, o trabalho que nos acolhe, e a existência que nos foi dada de presente. Não se pode achar…

Para viver a dois, antes, é necessário ser um

Que todos desejamos assistir a um filme com alguém debaixo da coberta, isso é fato. Mas e quando as cenas do enredo são tão tristes quanto a insegurança que a companhia traz? E quando não sabemos o real motivo de não nos satisfazermos em assistir sozinhos? Seria esse um mal-estar do frágil coração? Diríamos que, para simplificar esse possível medo de estar só, revelam-se, no dia a dia, entregas prematuras, que geram mal-estar à alma, desaguando no corpo. Aqui, pretende-se falar sobre os nossos sentimentos, uma vez que eles determinam o que há no coração. Ah, sim… Mas e se houver dentro de nós uma pessoa que queiramos chamar de tesouro? Poderia ser ela mais valiosa que o amor-próprio? Há quem diga que essas perguntas podem ser respondidas com mil argumentos. No entanto, prefiro apostar na ideia de que somos um oceano, e que nem todos os que nos acompanham…

Talvez não existam culpados em uma relação, mas sim erros que não devem ser repetidos. Já pensou nisso? Ao olhar por esse prisma podemos ver que o outro e, vice-versa, não é nossa propriedade. Por isso, insistentemente e diante da inconsistência das relações modernas, peço a vocês que deixe ir embora aquele que deseja. Ou vale a pena ter alguém ao nosso lado por medo? Capricho? Covardia? Ou, simplesmente, por não nos entendermos dentro da nossa solidão? Não se limite ao outro, por favor. O nome já diz. Então… ele/ela é só o outro mesmo. Às vezes é necessário seguir sem a voz do outro como guia principal da sua vida. Às vezes é preciso deixar as lembranças guardadas junto com as fotos. Às vezes é melhor, de fato, escancarar a porta e deixar o grande amor sair. Porque se fosse realmente amor, ele ou ela ficaria e faria as…

Navegue
teste