economia solidária

6 Posts Back Home

Schumacher College – Uma escola sustentável

Por Regina Hostin* Viagem de estudos De Londres até Totnes, no sudoeste da Inglaterra, são mais ou menos 3 horas e meia de viagem de trem. Mas você nem sente o tempo passar. A paisagem é linda. Aos poucos o mar e o verde vão formando um novo cenário e você entra em contato com uma outra Inglaterra. A estação de Totnes é um charme. Pequenininha. E os taxistas, simpatíssimos. Já ali você começa a se sentir em casa. São vários os motivos que atraem os visitantes a este pedaço do universo, talvez ainda pouco conhecido. É possível estudar inglês em Totnes, sem estar cercado por muitos brasileiros, e também aprender mais sobre Cidades em Transição (Totnes é a primeira cidade em transição do mundo). O movimento foi criado pelo inglês Rob Hopkins com o objetivo de transformar as cidades em modelos sustentáveis, menos dependentes do petróleo, mais integradas à natureza…

Quanto amor e respeito nós temos pela Terra?

Nosso planeta azul, nossa Mãe-Terra existe há 4, 5 bilhões de anos. Dá para imaginar o quanto de tempo isso significa? Já parou para pensar quanto amor e respeito nós temos pela Terra? A aparição do homem é bem mais recente, cerca de 200 mil anos. Também não consigo imaginar essa representatividade de tempo. Nossa mente não está acostumada com números tão grandes. Os cientistas conseguem descobrir e absorver melhor essas dimensões temporais. Mas, o que não é difícil de compreender é que nossa existência depende das boas condições de vida do planeta. Na nossa correria cotidiana, quase nunca paramos para pensar sobre nossa jornada aqui, e sobre o quanto estamos afetando o equilíbrio ecológico de Gaia. Nossa vida depende do ar que respiramos, e ele precisa ser puro; depende dos alimentos que ingerimos, e eles não nascem nas gôndolas dos supermercados. Eles vêm da terra, do solo fértil, alimentado…

Reis e Rainhas, despertem!

Eu sempre gostei dos mitos. Gostava das lendas, dos heróis, dos reis e rainhas, dos magos e dos guerreiros. Tudo isso sempre me fascinou. Mas tudo sempre foi muito distante de mim. Eram histórias que aconteceram milhares de anos atrás, em terras muito distantes, com pessoas que nem sabemos se de fato existiram. Ao mesmo tempo que fico admirado com os feitos e com o poder desses grandes nomes, dessas grandes lendas, eu olho para o povo dessa época. Como era possível uma pessoa ter tanto poder e todas as outras se submeterem a ele? Como era possível as pessoas aceitarem seguir um rei? Como era possível as pessoas respeitarem e aceitarem qualquer decisão de uma pessoa só? Os camponeses desempoderados, buscando apenas a sobrevivência. E os reis vivendo e desfrutando de tudo o que o mundo tem de mais abundante. Na escola, era isso que eu pensava. “Como eles…

Hora do Planeta contra as alterações climáticas

A Hora do Planeta da WWF vai atravessar o globo no próximo sábado, 19 de março de 2016 às 20:30 hora local, juntando indivíduos, comunidades e organizações num movimento sem precedentes, em 178 países e territórios, incluindo Portugal. A Hora do Planeta é um movimento global contra as alterações climáticas e este ano acontece alguns meses após os governos terem encontrado um novo acordo global pelo clima. Tal como as luzes que se apagam nas casas, nos escritórios e em monumentos emblemáticos, o maior movimento pelo ambiente do mundo irá reunir mais uma vez milhões de pessoas para fazer brilhar uma luz pela ação climática e pelo papel que as pessoas podem desempenhar nos esforços globais para combater as alterações climáticas. “O mundo está numa encruzilhada pelo clima”, disse o Diretor Executivo da Hora do Planeta Global. “Enquanto vivemos os impactos das alterações climáticas mais do que nunca, estamos também…

Não tem graça rir sozinho: Capitalismo e novas formas de consumo.

Assim começou o meu dia: – Mãe, quanto você acha que valem esses sapatos? Só usei  4 vezes, disse minha filha. – Eu indaguei – Por quê? – Ela respondeu: Porque eu vou vender no brechó da faculdade via Facebook. Três dias depois. –  Mãe:  já vendi os sapatos, obrigada, o preço estava bom, vendi rapidinho, vou entregá-los amanhã. Esta cena tem sido recorrente em casa e no mundo hoje em dia. Preste atenção, não é modinha do momento e um padrão de consumo que está mudando o comportamento dos jovens e da sociedade.  Ainda é um movimento tímido, mas presente e tem tudo para ser a nova cara do consumo, divertido, descolado e fácil. México, Chile e outros emergentes, (incluso Brasil) bem como os países da OCDE, organização que reúne as nações mais industrializadas do mundo estão noticiando uma desaceleração no crescimento desde o ano passado. Entretanto, países, digamos…

Economia solidária: um jeito diferente de fazer negócio

Hoje em dia fala-se muito sobre Economia solidária: um jeito diferente de fazer negócio e espero ser eu, a única solitária sobre o assunto. Confesso que não foi difícil encontrar boas pesquisas sobre o assunto, mas foi um pouco complicado pensar sobre um conceito tão simples e tão bonito. Estamos acostumados com as complicadas coisas sobre economia tradicional e compreender esse conceito nos deixa confuso, foi assim que fiquei. Solidária ou Solitária? Mas vamos pelas beiradas já que na economia solidária a principal ideia é não complicar e sim democratizar. Em princípio, a Economia Solidária é explicada como um modo de produção em que não há a clássica divisão da sociedade em duas partes: proprietária dominante e propriedade subalterna.   Como assim? Isso mesmo, as empresas solidárias estabelecem que todos os que detêm a propriedade necessariamente trabalham nela e, portanto, impossibilita ter uma classe que viva apenas dos rendimentos do capital sem…

Navegue
teste