Arquivos

Vida com sucesso ou fracasso? Nada além do que a impermanência da vida

Felicidade - Jared Amarante - 21 de outubro de 2018

Se uma pessoa, nesse exato momento, te perguntasse sobre a sua vida, o que você responderia? Diria que está vivendo os sucessos que imaginou ou os fracassos que não sabe como mudar? Ou prestaria atenção aos detalhes?

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Você já descobriu o seu propósito de vida?

Felicidade - Jared Amarante - 24 de agosto de 2018

Somos bombardeados, todos os dias, por muitas informações. Será que essa avalanche de notícias tem nos ajudado a refletir sobre qual é o propósito da vida? Ou, pelo menos, qual é o propósito da sua existência? Pode ser que você esteja muito cansado. Pode ser que seu coração já esteja murcho de tanto ofertar amor e não ser correspondido. Pode ser que você esteja com os pés cheios de bolhas por caminhar em direção aos seus maiores sonhos. Pode ser que você esteja querendo desistir. Mas, diante de tudo isso, também é possível parar um pouco.
Continuar Lendo

Continuar Lendo

Tornar-te a roupa que veste?

Felicidade - Jared Amarante - 15 de abril de 2018

Pensamentos, ações, desejos, hábitos, destinos… Esse é o caminho ditado pela indústria cultural, pelo consumismo, e por essa tal pós-modernidade. Será que tudo isso é um grande exagero? Não, essa é uma grande e complexa realidade contemporânea.
Continuar Lendo

Continuar Lendo

A vida está passando. E como você está?

Felicidade - Jared Amarante - 21 de julho de 2017

Fico olhando para as coisas ao redor enquanto minha mente, talvez a sua também, se pergunta o que estamos fazendo aqui e por quanto tempo estaremos de olhos abertos. A vida é essa coisa mágica, inexplicável, mas rápida. Fugaz o suficiente para nos deixar inquietos acerca de como temos visto a existência passar. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Aprenda a ser forte e voe!

Felicidade - Jared Amarante - 30 de junho de 2017

Antes de escrever essa crônica, pensei na profundidade contida na frase do escritor Antoine de Saint-Exupéry, que disse: “É preciso que eu suporte duas ou três larvas se quiser conhecer as borboletas”. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Não olhe para trás, por favor

Felicidade - Jared Amarante - 23 de junho de 2017

O que temos aprendido nessa vida? Qual nosso real propósito em acordar todos os dias? Temos sentido como é magnífico respirar ou estamos sempre no automático? As perguntas representam o primeiro passo para transformação. Já pensou, então, no que precisa mudar hoje em sua rotina? Continuar Lendo

Continuar Lendo

Continue andando. Acredite em você e em seus sonhos

Felicidade - Jared Amarante - 16 de junho de 2017

Muitas pessoas, todos os dias, são enterradas ainda em vida. Isso é triste, né? Mas é real. Acontece dessa forma quando esquecemos os sonhos, quando achamos que alguém é responsável por nos fazer felizes, quando nos contentamos com o mais ou menos que a existência nos apresenta.

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Fale dos seus sentimentos, AGORA!

Felicidade - Jared Amarante - 9 de junho de 2017

Quantas vezes, essa semana, você foi capaz de dizer que ama? Mas não há tempo para fazer isso, né? Existem muitas contas para pagar, modelos para seguir nas redes sociais, horas para perder na esteira, que, às vezes, leva para o nada. Não houve tempo de expressar algum sentimento porque sua cabeça está explodindo com excesso de trabalho, estudo e, quase sempre, com tantas coisas que lhe sorri nas vitrines, não é mesmo?

Continuar Lendo

Continuar Lendo

Como você olha sua vida?

Felicidade - Jared Amarante - 26 de maio de 2017

Imagem retirada do Pixabay Imagem retirada do Pixabay

Perguntas sempre rondam nossas vidas. Ora queremos saber o porquê de todas as coisas, ora aceitamos, mesmo que forçadamente, a natureza de tudo que há no universo e que, com certeza, impacta nossa existência. E se não conseguimos compreender alguns silêncios, não saberemos como agir com sabedoria, já que toda tempestade passa e deixa lições de vida. Continuar Lendo

Continuar Lendo

Respire, mude, coragem para ser feliz

Colunistas, Felicidade - Jared Amarante - 5 de maio de 2017

Você vai continuar agindo assim até seu último dia? É isso mesmo o que escolheu para sua vida inteira? Que sentido você encontra no que está procurando, fazendo, pensando e sentindo? Escolher mudar, sem dúvidas, nos traz rupturas, medos, confusão e, muitas vezes, bastante sofrimento, porque se conformar é sempre mais fácil.
 
Mas será que não é de uma mudança que você precisa?
 
Nem toda transformação pode ser ruim. O que custa arriscar? Às vezes, mesmo nas inquietações, é preciso deixar a tranquilidade aparecer, porque nunca saberemos o que existe atrás do medo.
 
Muitos, após anos de insatisfação, começam a trocar o trabalho que lutou para conquistar, mas que já não lhe traz mais prazer. Terminam o relacionamento de décadas porque já não sentem que essa é a pessoa a qual gostariam de envelhecer ao lado. Retiram sonhos do armário do conformismo e vestem como roupas da coragem. Afinal, renovar-se pode salvar uma existência. Será que a sua não precisa disso?
 
Há dias, ou quase todos, em que sentimos falta de explorar nossa criatividade e liberdade, não é mesmo? Quem nunca se sentiu asfixiado pelo passado? Desta forma, o que estamos esperando para mudar? Mudanças tão profundas podem gerar lágrimas e sorrisos, desconforto e libertação, paz e confusão, mas não podem se comparar ao sentimento de pertencimento de si mesmo, o que faz todo sentido, mesmo sofrendo muito no início da mudança, para ter a sensação de que você não está existindo, e sim vivendo. E viver, por vezes, pode significar deixar ir tudo aquilo que há anos “pareceu” ser o sentido da sua vida. Apenas pareceu.
 
Sendo assim, se arrisque a trocar a música que sempre toca em seu carro. Outras canções podem fazer bem aos ouvidos e ensinar novas formas de dançar, por isso relaxe. Se permita conhecer novas pessoas, pois quase sempre elas têm muito a ensinar. Sinta-se capaz para estudar algo novo, porque isso pode lhe trazer imenso prazer. Use suas roupas mais bonitas para ir a qualquer lugar, pois você não sabe se terá oportunidade de usá-las amanhã.
 
Mas, diante disso, quais são seus reais medos? O que acontecerá se você ouvi-los? E o que poderá ganhar se ignorar seus temores? Será que você vai refletir, agora, sobre essas perguntas?
Lembre-se que você é a única pessoa responsável por ser feliz. Então, não se prenda demais para que um dia, caso lhe digam adeus, você não desista de seus sonhos e projetos. Saiba que ser feliz implica em arriscar, fazer, testar, experimentar e, por fim, descobrir se é aqui ou ali aonde você desejar estar.
 
Mas, nunca desista de estar em paz. Ao invés de se perguntar o porquê dos acontecimentos, procure o aprendizado que eles trazem, mesmo que seja nas perdas e sacrifícios. Algumas mudanças são impostas pela vida, ou seja, alguém que não quer mais estar conosco ou alguém que faleceu. Mas nunca, leram bem? Nunca nos esqueçamos do que diz Viktor Franki: 

Quando um ser humano tem um “para que” pode atrevessar qualquer “como” 

 
E você, para onde está indo?  
 
*banco de imagem Pixabay
Continuar Lendo