Não mate leões, trabalhe com amor

Toda relação deve ser boa o bastante para fazer as pessoas crescerem. E quando falamos da área profissional, ser bom não é o suficiente, porque pode nos tornar pessoas acomodadas. Por isso, então, é imprescindível sermos excelentes. Pois, desta forma, seremos capazes de enxergar nossos potenciais com visão de águia. Porque quem deseja alçar voos altos não pode se contentar em ter um bom relacionamento com o trabalho.

Sabe por quê? Porque o bom sempre fica contente, mas aquele que busca a excelência se torna feliz, realizado, apaixonado, enlouquecido pelo que faz, a tal ponto de ver a sua relação com o trabalho como uma extensão da própria vida. Transformando medo em coragem. Desafio em conquista. Obstáculo em força. Porque é de força que precisamos para movimentar o mundo que nos cerca, o trabalho que nos acolhe, e a existência que nos foi dada de presente.

Não se pode achar que a relação com o trabalho é algo puramente robótico – só porque muitos vivem assim-, pois esse pensamento nos distancia da evolução. Portanto, que nos lembremos de que ao fazer o que amamos teremos a sensação de nunca ter trabalhado na vida. Porque o amor é a força motriz para cada coisa funcionar.

Por isso, e pensando assim, a relação das pessoas com seu trabalho deve ser de amor, ao invés de parecer que estão, como diz o desprezível ditado, matando um leão por dia.

Sendo assim, que possamos, no primeiro mês do ano, refletirmos sobre o trabalho que desejamos para sermos felizes e, melhor, que tipo de trabalhador queremos ser. Apenas mais um funcionário? Um empregado acomodado? Um colaborador que não pensa e só segue regras? Ou estamos dispostos a sermos revolucionários? Se esse último é o seu desejo, continue firme, porque se você quer chegar a lugares diferentes, não pode percorrer caminhos iguais.

Você ainda está na fase matando um leão por dia?

E O que você têm feito para mudar?

O ano está só começando e há infinitas possibilidades pairando no ar…

Deixe seu comentário

Navegue
teste