Você quer coleta seletiva no condomínio? Veja como é possível!

Muitas vezes nossa vida não é fácil, pois nos sentimos totalmente sós, como se nada estivesse dando frutos. Mas estão SIM. Nosso dia a dia é muito acelerado e requer resultados imediatos. Entretanto, o ritmo do Universo é outro. O ritmo da vida é mais devagar que o ritmo da internet, dos bancos, do whatsapp. A vida requer pausas; requer plantar, cuidar e colher.

Olha que legal essa experiência. No mês passado, implantaram a coleta seletiva no meu condomínio e fui chamada para a solenidade de abertura por incentivar o projeto.  O que eu fiz de tão inovador? Nada…Eu simplesmente frequentei as reuniões de moradores e respondi  pesquisas de opinião, em que deixei clara a importância da coleta seletiva. O que eu fiz foi falar nas reuniões sobre o problema do lixo. Só isso. A coisa mais simples do mundo todo: FALAR. Falar uma vez, duas, três vezes.

E olha que lindo o que virou: eu falei, outros moradores falaram e a direção que também achava importante deu o ponta pé inicial e começamos o projeto da coleta seletiva.

Mas nada acontece de um dia para o outro. E quando recebi a notícia da homenagem fiquei muito surpresa: olha só, minhas palavras deram frutos, junto com as palavras de outras pessoas.  O que fiz foi tão pequeno, tão simples, tão fácil. E ajudou muito!!

O que eu quero dizer com este texto é: faça algo, mesmo que seja pequeno. Minúsculo. Mesmo que seja só falar, mesmo que seja só uma postagem no Facebook. Um mar não se forma só com grandes rios, é formado também por gotas. Inúmeras gotas. E cada ação a favor da vida é uma gota, que, embora não percebamos sua importância, está lá fazendo volume no oceano de mudanças que este mundo precisa.

Martin Luther King disse: “Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito.“

Sigamos em frente certos de que a Vida, o bem e meio ambiente precisam de nós.

Deixe seu comentário

Navegue
teste