E se você for esquecido?

Qual é o legado que queremos deixar para as pessoas? Quais são nossos maiores medos? Por que temos a necessidade de atenção? Por que alguma pessoas, em busca de aplausos, são capazes de coisas absurdas e desumanas? Atitudes que podem ir desde um assassinato até o sepultamento do amor-próprio, o que com certeza deve ser considerado uma grande perda, porque o amor-próprio não deve ser arrogante, mas também não pode ser ausente. A vida é feito no equilíbrio de todos os sentimentos.

No entanto, em busca desse equilíbrio existem aqueles que farão de tudo para não serem esquecidos. Talvez porque estão sempre dependendo de elogios? Talvez porque confundem carência com amor? Talvez porque nunca tiveram atenção dos pais e buscam isso nos amigos? Talvez porque o rosto não é como o da modelo da revista que tem gratuita atenção de multidões? Talvez porque estão, todo dia, nos dizendo que ser como somos não é o suficiente e nunca será? Triste época!

Não é um crime, tão pouco um pecado, querer ser reconhecido por seus esforços e talentos. Contudo, não se pode deixar-se perder no meio do caminho, ou seja, nem todos vão achar nossas atitudes extraordinárias, mas não significa que não somos realmente brilhantes. Mais vale reconhecer que continuamos especiais sem o aplauso de todos do que desistirmos de nós porque esse ou aquele não viu o quão habilidosos fomos ao realizar algo.

A sinceridade e a beleza da nova geração está sendo perdida aos poucos, principalmente quando vivemos a espera do que o outro vai dizer ou aprovar. Isso é tão triste! Um veneno! O mais importante é ser amado por quem nos conhece e deseja nosso bem, os demais são apenas estranhos.

Sair no jornal, receber curtidas e elogios, não significa felicidade ou exaltação, porque lá, geralmente, nas redes sociais ou numa conversa de cinco minutos na balada, não estão as pessoas que mais amamos, por isso quase nunca faz – ou não deveria fazer -, diferença o que elas dizem, pois ao término da última música já seremos esquecidos.

Ser menos amado ou menos especial não tem nada a ver com fama e holofotes, e sim com os momentos que você compartilha com as pessoas que fazem seu coração bater mais forte e seu sorriso alargar. Desta forma, se não é um país inteiro que lembra de você, fique tranquilo, porque em algum lugar do mundo, às vezes até bem perto, existe alguém que te ama de todo coração. Isso é tão valioso! É impagável!

Não seja escravo das multidões, porque elas irão te “amar” pelo que você tem, ou até quando terá para oferecer, isto é, não é um sentimento verdadeiro, mas de certo interesse. Portanto, não queira ser amado por todos, e nem viva esperando isso, mas queira ser amado por poucos, de repente, por um, desde que seja profundamente. Isso é como ser aplaudido de pé pela vida.

1 Comentário

  1. Marlene Macedo Gomes Reply

    Gui. .
    Essa é uma das suas crônicas mais perfeita! Real e para refletir.Eu sou amada por minha família, por meus verdadeiros amigos, não são muitos mas são amigos de verdade.Isso é o que vale. Mas a nossa juventude não pensa assim, nesse mudo onde o que impera é a beleza física tudo é descartável. É triste mais é real.❤

Deixe seu comentário

Navegue
teste