WWF convida a todos para Hora do Planeta

Campanha criada pela Grey Brasil estimula práticas de bem estar e convivência durante os 3600 segundos em que todos ficam no escuro

 

O WWF, uma das maiores organizações ambientalistas independentes do mundo, promove hoje,  19 de março, a 8ª edição da Hora do Planeta, considerado o principal movimento mundial de alerta para a questão das mudanças climáticas e ameaças do aquecimento global. Para estimular milhões de brasileiros a apagarem suas luzes durante uma hora inteira, entre 20h30 e 21h30, a Grey Brasil criou uma campanha multiplataforma para levar este ato simbólico de imensa importância a todas as redes sociais sob a hashtag #tamojunto.

Com o conceito “Faça por você. Faça pelo planeta”, a campanha abordará com muito bom humor as possibilidades de bem estar, convivência e alegria que as pessoas vão ter a chance de desfrutar nesses momentos de conscientização – são 3600s para aproveitar as coisas boas da vida. Algumas delas são: beijar, fazer um luau com amigos, aproveitar um jantar romântico à luz de velas e brincar com as crianças.

As peças também vão promover as ações que, neste ano, ocorrerão junto ao gesto de apagar as luzes. Entre eles, o maior destaque fica com as “bicicletadas”, em que o público é chamado a passear com suas bikes durante essa uma hora. Em São Paulo, o passeio de bicicleta está previsto para acontecer a partir das 18h30 e no Rio de Janeiro haverá, pela primeira vez na Rede WWF, a “Horinha do Planeta”, um evento que acontece no Parque Lage, na manhã de 19 de março, com diversas atividades para envolver os pequenos em questões ambientais.

O secretário-geral do WWF-Brasil, Carlos Nomoto, afirma que para o WWF-Brasil a Hora do Planeta é um momento único de mobilização. “A cada ano, envolvemos um número maior de representantes de diversos segmentos da sociedade em uma grande reflexão, não só sobre o aquecimento global, mas também sobre a adoção de novos hábitos e maneiras de se relacionar com o meio ambiente”, completa.

Em 2015, o chamado da Rede WWF teve a adesão de 170 países, apagando ícones como a Torre Eiffel (Paris), o Big Ben (Londres) e as Pirâmides de Gizé (Egito). Neste ano, no Brasil, a Usina Hidrelétrica de Itaipu já confirmou presença no movimento e a Iluminação utilizada para “emoldurar” a barragem da usina – composta por 519 refletores e 112 luminárias – será suspensa na data.

Por aqui, a campanha já conta com a confirmação de 120 cidades brasileiras, incluindo as capitais Campo Grande (MS), Brasília (DF), Salvador (BA), Teresina (PI), Belo Horizonte (MG), Goiânia (GO), Macapá (AP), Maceió (AL), Boa Vista (RR), Palmas (TO), Recife (PE), Vitória (ES), Porto Alegre (RS), Natal (RN), Aracaju (SE) e Rio Branco (AC). Além das capitais, Uberlândia (MG), Poços de Caldas (MG), Joinville (SC) e Presidente Prudente (SP) são algumas das outras cidades que também aderiram. Osasco e Barueri, na região oeste da Grande São Paulo, assinaram o Termo de Adesão e informaram ao WWF-Brasil que irão realizar passeios ciclísticos no dia 19 de março para envolver a população na campanha.

No ano passado, a Hora do Planeta contabilizou 185 cidades no Brasil, incluindo todas as capitais e o Distrito Federal. O número representa 41 cidades a mais do que no ano anterior, que detinha o maior envolvimento nacional desde a primeira edição da campanha no país, em 2009. Juntos, os municípios brasileiros apagaram mais de 627 ícones (entre monumentos, espaços públicos e prédios históricos) em 2015.

Texto compartilhado do site www.wwf.org.br/horadoplaneta

Indicamos esse evento para quem é da região da Granja Viana, São Paulo. Hora do Planeta na Granja Viana

Deixe seu comentário

Navegue
teste