Eu não quero amar qualquer um

 

A ideia de amar alguém que está longe pode ser tão assustadora quanto amar alguém que não quer ficar ao seu lado. Mas, de qualquer forma, será que é amor o que estamos sentindo? Quem são as pessoas que realmente devemos amar? Elas nascem repletas apenas de qualidades ou são imperfeitas como qualquer um? São muitas as perguntas que estão atrás do sentimento mais lindo do mundo: esse amor que queremos dar e, obviamente, queremos receber. Porém, será que estamos amando a pessoa certa?

Mas o que é, quem é, e onde mora a tal da pessoa certa? Pode ser que não haja endereço para chegar até “ela ou ele”, porque essa pessoa chegará até você quando seu coração perceber que procurar um grande amor pode ser em muitas ocasiões – tente se lembrar se você já não passou por isso -, uma forma de perdê-lo, pior, de nunca encontrá-lo.
 
Desta forma, não saía à caça pela sua “alma gêmea”, porque você precisa é de alguém que chegue de mansinho, sem tantos alardes, sem excessos de promessas, sem cantadas baratas, sem mixarias, sem medos, mas que, principalmente, não falte planos, porque você precisa de alguém que não queira desistir no primeiro problema, e que só grite com você se a casa estiver em chamas.
 
Jamais aceite alguém que se recuse a ouvir suas ideias ou veja com desprezo seus sonhos. Essa não é a pessoa que você deve amar, pois amar exige coragem e disposição. Mas nem todo mundo tem isso. Não entregue seu coração para aquele (a) que não souber respeitar seu momento de silêncio, porque onde tudo for aceito, certamente, o amor será ausente. Fique com alguém que possa lhe ouvir de madrugada quando você estiver com medo, quando suas lágrimas banharem o travesseiro e, principalmente, quando você só quiser dormir mais um pouco.
 
Queira alguém que não sinta apenas atração por você, mas que imagine seu corpo sendo belo ao passar dos anos, porque nem só de pele se vive, porque o amor, para sobreviver, precisa de muito mais. Não aceitei uma pessoa que determine seus passos, mas que lhe dê liberdade para tornar-te o que é, pois amar não é vive na possessividade. O amor é alguém que olha para você e diz: estamos juntos nessa tempestade, ao invés de propor que você caminhe sozinha na chuva. Por que, então, vocês não aproveitam para dançar? 
 
Então, a partir de hoje, não se desespere para encontrar sua outra parte da laranja, pois tem muita laranja que é limão. Mas, ama-se acima de tudo, porque só assim você compreenderá que precisa de alguém que tenha defeitos, porque é lindo unir imperfeições diante da vontade de fazer dar certo, afinal, o amor, desde aquele que dura ou não, sempre será um aprendizado. Por isso, dê risada dos tombos nos relacionamentos, das mãos dadas por pouco tempo, das promessas quebradas, porque tudo é evolução. No entanto, por favor, só não se esqueça das sábias palavras de Frida Kahlo: 
 

Onde não puderes amar, não te demores.

Deixe seu comentário

Navegue
teste