Suco verde…Quero vida!

“Fazer o suco é um exercício diário de dizer a você mesmo e ao planeta: “Quero vida” (Daniel Francisco de Assis, autor do livro Suco Vivo)

 

 

Sempre que publico as fotos do suco verde no Facebook percebo que as pessoas curtem essa opção saudável de começar o dia. Mas também pairam algumas dúvidas como: o suco deve ser coado ou não? qual é a melhor receita?  Preparo no liquidificador ou na centrífuga? Por isso prometi que o próximo texto seria sobre essa maravilhosa bebida DETOX. Vamos lá, pois fazer o suco verde não é complicado e basta ter em mãos (ou melhor, na geladeira) alguns ingredientes básicos. Claro, depois desse texto, você poderá se aventurar em suas próprias criações saborosas e nutritivas e levar essa energia vital todos os dias para seu organismo.
O suco verde tem um grande poder de desintoxicação e deve ser ingerido no desjejum ou nos intervalos das refeições (li que não é aconselhável à noite). Além de eliminar as toxinas, ele promove uma alta mineralização e alcalinização do corpo. Se bem, que segundo Daniel Assis, para otimizar esse processo de alcalinização rápida ele deve ser batido de preferência sem a fruta. Mas no meu caso, sempre acrescento uma fruta cítrica ou a maçã, mas também já me aventurei e alterei a receita inserindo o suco de uva integral e o resultado foi um suco adoçado de forma natural.
Há muitas receitas, mas eu sinceramente não gosto de ficar presa a elas. Acho importante saber como se faz o suco verde padrão e depois ir variando com o que tenho disponível no momento, pois o mais importante é bebê-lo diariamente, ajudando na ingestão diária dos líquidos para o bom funcionamento do nosso corpo.  Assim, podemos ingerir 1 litro e 1/2 de líquidos por dia variando entre água, chás, suco verde ou água de coco. Ah! Sempre naturais, de preferência!
O suco verde tem como base sucos de vegetais com frutas não doces. Você pode bater chuchu, pepino, aipo, abóbora, cenoura, etc. O segundo ingrediente básico são as folhas verdes e você pode utilizar couve manteiga, salsinha, espinafre, agrião, rúcula, hortelã, acelga, as folhas da beterraba e do salsão.
Eu costumo bater no liquidificador couve, salsinha, gengibre, maçã, limão (receita básica). Mas sempre faço variações. Já bati ora com abacaxi, ora com laranja, sem fruta alguma, com água de coco, com inhame, cenoura, pepino, já inseri açafrão da terra e spirulina (um pó a base de algas que é uma excelente fonte de proteína, aminoácidos, minerais e vitaminas). Eu comprei a spirulina em pó na zona cerealista no centro de São Paulo, mas também é vendida em lojas de produtos naturais.

Na receita de hoje bati: 3 folhas de couve, chá de capim santo (que sobrou da noite passada), 1 pedaço de gengibre, 1/2 inhame ou cará pequeno e suco de 1 limão. Não ficou doce, mas estava rico de nutrientes e excelente para minha vitalidade.

O detalhe importante é que o suco precisa ser coado, e sua função principal é a desintoxicação. Você pode bater no liquidificar ou numa centrífuga se for para muitas pessoas. Para peneirar, dá para usar uma peneira bem fina ou a famosa “panela furada”, que na verdade é uma peneira feita de tecido voil que permite que as microfibras passem na coagem.
Aos poucos, vamos percebendo que ao beber o suco verde ficamos mais dispostos fisicamente e com o sistema imunológico mais forte, pois estamos suprindo nosso organismo com ferro, minerais, os compostos fenólicos, a vitamina C, a vitamina E e o betacaroteno.

Sugiro a leitura do livro Suco Vivo, de Daniel Francisco de Assis, pois nele você encontrará muitas receitas e explicações sobre a importância desse suco tão vital e detonador das toxinas do nosso corpo.
Algumas dicas importantes que retirei do livro.

 

  1. Use sempre ingredientes frescos, locais, orgânicos (quando possível). Ingredientes congelados podem ser usados, mas não diariamente.
  2. Quanto mais rápido beber, depois de preparar, melhor, Quanto mais gostoso ficar o suco, melhor, pois faz querer beber mais vezes.
  3. O suco não deve ser armazenado, Leva 10 minutos para mudar de gosto e ficar amargo.
  4. Depois de tomar o suco, espero pelo menos 30 minutos até fazer a próxima refeição.
  5. Faça o suco com amor, tranquilidade e respeito, pois ele pode mudar sua vida.

 

Nunca viu uma panela furada? Olha ela aí!

Segue o endereço para quem quiser saber mais e adquiri-la  panela furada

Agora você pode baixar em PDF o livro Suco Vivo. Ou adquiri-lo nas livrarias da sua cidade ou via compra online. Suco Vivo na Saraiva
Saiba mais sobre seu ritmo metabólico nesse texto do Doce Limão

 Abraço Fraterno!

Deixe seu comentário

Navegue
teste